5 alimentos que, segundo a ciência, ajudariam a evitar os “pneuzinhos”

Para acabar com a acumulação de gorduras e os pneuzinhos, devemos adotar hábitos de vida saudáveis e praticar atividade física. O consumo de certos alimentos também pode nos ajudar.

Os pneuzinhos são esse acúmulo antiestético de gordura que, por fim, acabamos assumindo com certa sensação de desesperança.

A idade, um metabolismo mais lento ou a genética, determinam, sem dúvidas, essa tendência de algumas pessoas em relação a outras, de desenvolver mais ou menos pneuzinhos.

Agora, mais além do problema estético, estamos diante de um assunto de saúde.

O abdômen que acumula mais gordura do que os índices considerados normais, supõe um indicador de risco. Podemos desenvolver doenças cardíacas, diabetes, hipertensão…

Comer, queiramos ou não, acumula calorias. Porém, nosso corpo precisa delas em um nível adequado para obter energia.

Assim, lembre-se: para perder esses quilos, a última coisa que você dever fazer é “parar de comer”.

É preciso comer bem, e fazer isso com saúde. Quem escolhe, por exemplo, pular uma ou várias refeições, só consegue alterar seu metabolismo e, em consequência, perder massa muscular, não gordura.

Por isso, os nutricionistas têm isso bem claro. Devemos manter hábitos de vida saudáveis e nos alimentarmos de forma consciente.

Escolher bem os alimentos que vamos pôr na mesa é a chave para perder, pouco a pouco, essa gordura acumulada. A seguir, oferecemos 5 chaves. Acompanhe.

1. O café e a oxidação das gorduras

pneuzinhos

Uma ou duas xícaras de café por dia é sinônimo de saúde. Seu cérebro agradecerá, seu fígado combaterá múltiplas doenças e seu peso também notará.

Reiteramos mais uma vez o dado: uma ou duas xícaras de café. Não se trata absolutamente de tomar vários litros da bebida para acelerar a perda de peso.

  • Se seguirmos uma dieta adequada onde não falte o café, conseguiremos perder os pneuzinhos.
  • Segundo um estudo científico publicado em diversas revistas médicas, o café nos ajuda a favorecer a oxidação das gorduras.
  •  O consumo equilibrado e regular de cafeína acelera o metabolismo e nos permite queimar as gorduras graças à liberação de um tipo muito determinado de substância: a adrenalina.

2. As laranjas azedas no café da manhã

Laranja evita os pneuzinhos

Pode ser que mais de uma pessoa tenha esboçado um gesto de desgosto agora. Laranjas azedas? Sim!

Longe de ver essa variedade da fruta (a citrus x aurantium) como algo desagradável ao paladar, basta lembrar o quão adequada é uma boa torrada com geleia de laranja azeda.

  • Nosso café da manhã seria completo se acompanhássemos um pouco de laranja azeda com uma torrada de pão de centeio.
  • Esta variedade de laranja contém fenilefrina. Trata-se de um composto muito poderoso na hora de pôr nosso metabolismo em marcha quando estamos em repouso.
  • Se nos acostumarmos a consumir laranja azeda em doses moderadas, conseguiremos um efeito saciante e uma cintura com menos volume de gordura.

Porém, é preciso ter um dado em conta: consumi-la em excesso pode nos causar hipertensão.

3. A toranja para o sobrepeso

As toranjas são cítricos fabulosos que não deveriam faltar em nossa dieta.

Procure sempre por uma toranja natural na hora de preparar um suco, ao invés de consumi-lo engarrafado. Ganhará saúde e aproveitará todas as suas propriedades.

  • Graças a um estudo realizado na Universidade do Arizona (Estados Unidos), consumir uma toranja por dia seria muito adequado para as pessoas com sobrepeso.
  • O que essa fruta consegue não é a “queda de peso”. Não acabará com nossos pneuzinhos. Mas o que fará, na realidade, será melhorar a saúde cardíaca, reduzir o colesterol e a hipertensão.
  • Este conjunto geral de nossa saúde mediado pela toranja, cria os condicionantes perfeitos para que, pouco a pouco, se torne mais fácil para nós a perda de peso.

A toranja, portanto, não faz milagres… mas os propicia.

4. O vinagre, mas não todos os tipos de vinagres

Na hora de perder peso e os incômodos pneus, escolha vinagre de maçã, nunca vinagre balsâmico.

Esse último, ainda que seja mais saboroso ao paladar, contém mais calorias.

  • O vinagre de maçã é um ingrediente milenar, famoso por suas múltiplas e saudáveis propriedades.
  • A Universidade de Washington ou a revista Bioscience publicaram vários estudos onde foi demonstrado que adicionar vinagre de maçã em nossa dieta favorece a perda de gordura abdominal.
  • Ainda, reduz o colesterol ruim ou LDL, nos ajuda a desentupir as artérias obstruídas e cuida dos gânglios linfáticos.

5. As pimentas e os pneus

Pimenta para evitar pneuzinhos

Insistimos mais uma vez que a chave da perda de peso está em uma dieta equilibrada e em evitar o sedentarismo.

Só porque os alimentos mencionados aqui nos ajudam a combater os pneuzinhos, não significa que devamos consumi-los em excesso.

Este conselho é essencial na hora de falar da comida picante ou das pimentas. Agora, é verdade que elas podem nos ajudar a perder peso?

Parece que sim.

  • O segredo de seu poder emagrecedor está na capsaicina. Trata-se de um composto químico presente nas pimentas que lhes confere a sensação indescritível que tanto agrada a muitas pessoas.
  • Aumenta o nosso metabolismo e, além disso, reduz nosso apetite.
  • Ainda, segundo o Journal os Proteome Research, a capsaicina estimula certas proteínas capazes de decompor a gordura e inibir inclusive sua acumulação excessiva.

Se seu estômago permitir, não deixe de temperar, de vez em quando, seus pratos com uma pitadinha de pimenta. Um pouco de “calor” no momento certo, cairá muito bem.

Vimos em Melhor com saúde


SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR


MAIS POSTAGENS QUE VOCÊ VAI GOSTAR