Cleo relembra história da infância e conta que já fez Gloria Pires passar vergonha: “ficou toda roxa”

Durante o talk show “Que História É Essa, Porchat?” de terça-feira (dia 24), exibido pelo GNT, a cantora e atriz Cleo Pires relembrou duma situação na infância que acabou constrangendo a sua mãe, Glória Pires.

No programa, onde famosos e personalidades são convidados a contar historias curiosas ou engraçadas de suas vidas, Cleo deu início ao seu relato:

“Quando eu tinha uns quatro, cinco anos de idade, a minha mãe sempre me contava a história do Pinóquio, e eu adorava”. “Certo dia, eu e minha mãe entramos em um elevador, e um homem subiu junto com a gente. A primeira coisa que reparei é que ele tinha o nariz muito grande”, contou a artista.

“Eu sempre fui sem noção mesmo, fazia e falava o que me ‘dava na telha’. E não deu outra, virei para o moço e disse em voz alta: ‘O senhor mente muito’”.

“Nessa hora, a minha mãe ficou toda roxa, morrendo de vergonha, e o homem não entendeu nada, apenas riu educadamente”, revelou Cleo, e acrescentou: “Coitada da minha mãe. Ela era uma pessoa super séria na criação, e eu toda solta”.

A obra “A História de Pinóquio”, vale lembrar, é um romance escrito pelo italiano Carlo Collodi, no ano de 1881. No conto, um boneco esculpido em madeira acaba ganhando vida e a cada mentira contada pelo garoto, seu nariz cresce de tamanho.

Filha do músico Fábio Júnior com a atriz Glória Pires, Cleo também justificou de onde vem o seu jeito mais despojado de se vestir.” Eu vou para os lugares vestida do jeito que eu quero, e isso vem de infância”, disse a cantora de 37 anos.

“Quando eu era pequena, tinha três paixões: palhaços, a Xuxa e o desenho da She-Ra [A Princesa do Poder, irmã gêmea de He-Man]. Eu tinha todas as fantasias, inclusive possuía umas três botas da Xuxa que me davam um chulé horrível (risos)”.

“E eu sempre ia fantasiada nas festas das amiguinhas. Não importava se era festa à fantasia ou comum, eu sempre estava lá vestida de palhaço no meio de todas aquelas crianças com roupas normais. Por isso que cresci e virei uma palhaça”, revelou a cantora de “Queima”.

veja!

Fonte: Observatorio da musica

DEIXE SEU COMENTÁRIO