Filha de Betty Lago acusa irmão de ter feito a mãe a assinar testamento sob efeito de remédios

Após a morte da atriz Betty Lago, em 2015, os filhos começaram uma disputa interminável pela herança da mãe. Agora, segundo o programa A Tarde É Sua, da RedeTV!, foi revelado que o testamento de Betty teria sido manipulado.

 

A atriz teria assinado o documento sob efeito de fortes medicamentos e não sabia do que se tratava. No programa, o colunista Alessandro Lo-Bianco afirmou que o testamento foi assinado em 13 de setembro, poucas horas antes de Betty morrer.

Além disso, no documento, o filho Bernardo teria ficado com 80% dos bens, deixando apenas 30% para a filha Patrícia. O médico de Betty teria atestado dez dias antes da morte de Betty que a atriz estava gravemente debilitada e com “estado de confusão mental”.

Dois dias antes de falecer, um outro atestado da médica do Homecare mostrava que a artista tinha “grau de orientação confuso, desorientado, grau de consciência no pior estágio”.

Já na véspera da morte, médicos voltaram a atestar esse estado de saúde e disseram ainda que Betty “não conseguia completar palavras” nem “abria mais os olhos”. Ainda de acordo com o colunista, o advogado de Patrícia entrou com uma ação alegando “crime de captação dolosa”, pois o testamento foi assinado em condições inapropriadas.

Testemunhas que presenciaram a assinatura do testamento serão chamadas para depor, entre elas, uma amiga do filho Bernardo; Guilherme Linhares, ex-companheiro de Betty; e a diarista, que trabalhou com a atriz por 30 anos.

Fonte: Metropoles

DEIXE SEU COMENTÁRIO